sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Crianças de 1 a 2 anos

Olá futuras e atuais au pairs!

Como vocês sabem, cerca de 40% das nossas famílias anfitriãs tem crianças de 0 a 2 anos. Por isso, quem tem experiência com essa faixa etária, tem mais chances de conseguir uma família rápido.

Para vocês que vão cuidar dessas crianças ou que vão começar a adquirir experiência com essa faixa etária, seguem abaixo informações e dicas sobre os bebês de 1 a 2 anos!

Nessa fase, a criança está cheia de energia e entusiasmo. Aprende por meio da exploração do ambiente, curiosidade, imitação e imaginação sem fim. Quanto mais a criança é estimulada a falar, movimentar-se e descobrir, maior será o desenvolvimento do seu cérebro e da coordenação fina dos seus movimentos. Essas
realizações ajudam a criança a se comportar com mais competência e confiança. A criança, nessa fase, já pode engatinhar e andar e se desloca pela casa. Abaixa-se,
sem cair, para pegar objetos no chão. Começa a identificar as partes do corpo
e aprende a falar o nome delas.Ainda se comunica por gestos, abana a cabeça para dizer não, dá adeus, bate palminhas, fala pequenas frases.

A criança já entende o que falam com ela, mas nem sempre obedece. Ela atende quando
se interessa por fazer o que foi pedido e chora e faz pirraça quando é contrariada.

Eles gostam de:
• Rabiscar e desenhar.
• Virar as páginas dos livros
sem rasgar.
• Montar torres e objetos.
• Brincar de esconde esconde.
• Cantar, dançar.
• Rolar no chão.
• Imitar pessoas
• Ouvir várias vezes a mesma história

Brincar é a atividade principal da criança. Ao brincar, a criança desenvolve a atenção, imitação, memória, movimentação, equilíbrio e imaginação. Também constrói
curiosidade, confiança e auto-estima. A família precisa organizar o ambiente, oferecer livros, objetos e brinquedos. Criar situações para a criança olhar, brincar de correr, pular, saltar, empurrar ou puxar objetos, sozinha e também com outras crianças. A criança acha que é o centro do mundo e tem dificuldade de compartilhar.

Nessa idade, a criança usa e explora os objetos da casa. Ela quer fazer as coisas
sozinha, inclusive o que não pode fazer, como subir e descer de locais perigosos, colocar o dedo em tomadas elétricas, colocar na boca o que encontra pela casa, colocar sacos plásticos na cabeça.

A retirada das fraldas é um momento muito delicado para a família e a criança. É importante compreender que o controle do xixi e do cocô não acontece de uma hora para outra. A partir de um ano e meio de idade, ela passa a sentir o que acontece com
o seu corpo e tem maior controle sobre os músculos do ânus e do genital. Algumas vezes, a criança avisa que vai fazer xixi ou cocô, outras vezes só avisa depois que já fez. A família deve perguntar repetidas vezes se ela deseja ir ao banheiro e premiá-la quando ela avisa. No entanto, quando ela não conseguir fazer xixi e cocô no lugar adequado, a família não deve repreender ou ridicularizar a criança.

O que fazer para estimulá-los a falar, raciocinar e se mover:

- Passear ao ar livre mostrando e verbalizando tudo que se passa ao redor;
- Estar perto da criança para que ela se sinta protegida ao aprender a andar;
- Conversar e explicar às criança tudo o que vão fazer: comer, tomar banho etc;
- Oferecer livros com cores fortes;
- Estimular a fala com telefone de brinquedo;
- Dançar e cantar com a criança no colo ou no chão incentivando a mesma para que imite os gestos;
- Oferecer peças de encaixe;
- Incentivar a criança a arrasta-se para alcançar brinquedos;
- Brincar de colocar e tirar objetos de uma caixa;
- Oferecer papel (tipo pardo) para que as crianças desenhem;

Espero que vocês se divirtam com uma das fases mais lindas da infância! E que possam ensinar muito a esses pequenos!

Boa diversão!

2 comentários:

* Natália S. disse...

Adorei esse post!!
Vou cuidar de uma que quando eu chegar vai estar com 1 ano e 8 meses!! Essas dicas nunca são demais!!
Bjos

Hellen Barbin disse...
Este comentário foi removido pelo autor.