quinta-feira, 16 de julho de 2009

Aproveite suas viagens pelos EUA, sem gastar muito!

Você já está ansiosa, planejando a sua próxima viagem pelos EUA (ou pensando nas viagens que vai fazer quando chegar lá)?

Nós sabemos bem que nossas au pairs gostam, e muito, de viajar! E sabemos também que vocês economizam para poder viajar mais, ou fazer um curso mais caro, ou fazer compras...

Por isso vamos ajudá-las com algumas dicas preciosas para fazer uma super viagem, que não machuque tanto o bolso, tiradas de um guia que é a nossa cara: O Guia Criativo do viajante independente. Comecem a anotar!

Viaje em baixa temporada
Março, Abril, Maio, Setembro, Outubro e Novembro, sem contar feriados, costumam oferecer preços bem melhores de passagens aéreas, acomodações e refeições.

Se possível, vá de ônibus, ou trem!
Se o local para o qual você pretende ir não for tão longe, ou você tiver tempo, vale a pena checar passagens de ônibus ou trem. Esses meios de transporte costumam ser muito baratos nos EUA.

Já pensou em alugar um carro?
Alugar um veículo pode sair mais em conta se você estiver indo em grupo, e se a distância não for tão grande. O legal do carro é a possibilidade de parar em qualquer cidade a qualquer momento, com total liberdade de percurso. Não se esqueça que haverá também custos com combustível. E dependendo da cidade (ex: Nova York), pode valer a pena só chegar lá de carro, e quando estiver lá utilizar o metrô, por que o trânsito não é dos melhores. Ir dirigindo também exigirá atenção focada, em sinalização, curvas, etc, portanto pode ser cansativo. Se tiver mais de um motorista para revezar, vale mais a pena. Sempre pese os prós e contras!

Só pode ir de avião?
Você vai para muito longe, e tem pouco tempo, portanto só resta mesmo ir de avião. Não se preocupe, algumas companhias aéreas fazem excelentes preços. E sites como o http://www.cheapflights.com/ mostram as melhores opções para o seu percurso.

Se for de trem, ônibus ou avião, tente viajar à noite, pois assim você economiza uma diária de algum meio de hospedagem.

Planeje!
Um guia de viagem (livro mesmo) otimiza sua viagem e ajuda a evitar algumas perdas de tempo e roubadas, além de mostrar algumas boas dicas. Com o Guia, você pode olhar em cada região da cidade quais são as atrações que você quer visitar, e tentar ver todas em uma só visita àquela região. Dicas de amigos que já conhecem a cidade também podem ser valiosas!



Acomodações
Nesse tópico é muito importante pensar no seu estilo de viajar. Quanto mais barato um meio de hospedagem, menos mordomias, menos beleza. Mas para quem não faz questão de luxo, existem excelentes opções:

- Albergues (Hostels): Em um sistema de hotelaria, albergue é a acomodação mais barata que há. As diárias costumam variar entre US$ 35 e 50 dólares por pessoa, sempre compartilhando quartos (entre 4 e 12 pessoas em um quarto que costuma ter beliches). Normalmente o banheiro é no corredor, como se fosse um vestiário, têm armários para guardar seus pertences de valor e documentos, já que você dividirá o quarto com desconhecidos. O café da manhã (bem simples) costuma estar incluído na diária. A maioria tem acesso gratuito à internet e lençóis e toalhas inclusos na diária, mas alguns cobram por esses itens, portanto verifique antes de reservar. A maioria oferece cozinha equipada e disponível, sala de estar, salas de jogos, salas de TV e DVD e até bares. Ou seja, os albergues são ótimas opções para fazer novos amigos, gente do mundo todo. Alguns albergues têm curfew, não se esqueça de checar para não ficar trancada para fora. Alguns albergues oferecem quartos individuais ou para casais e até com banheiro privativo, mas isso eleva a diária ao preço de hotéis 2 estrelas ou mais. Muitos albergues tem ótimos ambientes, melhores até do que hotéis de 2 e 3 estrelas. Mas alguns se tornam muito "da galera" e acabam descuidando da limpeza, ou do silêncio. Vale pesquisar as notas de cada albergue, dadas pelos próprios hóspedes. Os sites mais conhecidos para buscar albergues são: http://www.hiusa.org/ e http://www.usahostels.com/

Casa de amigos: Confortável, segura e divertida forma de economia. Se tiver um amigo que pode te receber, aproveite! Tem gente até que escolhe o local da viagem por ter essa facilidade.

Couchsurfing/Globetrotters: Há uma comunidade que cresce no mundo todo, de pessoas que recebem viajantes em suas casas, de graça, apenas pelo prazer do intercâmbio e de facilitar a viagem do próximo (e pressupõe-se que você faria o mesmo em sua casa, sem obrigatoriedade). Verifique se a pessoa foi verificada pelo site e as referências de outras pessoas que jé tenham se hospedado com, ou hospedado, aquela pessoa. Converse bastante antes de se hospedar efetivamente. Apesar de na grande maioria das vezes ser uma ótima pessoa, com paixão pela troca cultural, é claro que pode haver riscos. Portanto cuidado! Sites: http://www.couchsurfing.com/ e http://www.globetrotters.co.uk/

Hotéis de até 2 estrelas / Inns: Redes de hotéis como Ramada Inn, Red Roof Inn e outros, podem custar menos de US$ 100 a diária (pelo quarto, não por pessoa) e normalmente são simples, mas limpos, seguros e oferecem cafés da manhã simples. Para os mais tradicionais, que não precisam de muito luxo, mas fazem questão de silêncio e privacidade, é a melhor das opções.

Alimentação
Que tal passar longe dos restaurantes turísticos? Procure os restaurantes menos "decorados", mas que lhe inspirem confiança. São muitas as opções de restaurantes baratos em qualquer lugar dos EUA. Você pode também aproveitar os supermercados: comprar alguns lanches (baguete, frios, frutas) e fazer um pique nique no central parque não parece nada mal, parece? Além disso como muitos albergues oferecem cozinha, se você estiver hospedada em um, pode até mesmo cozinhar lá. Não deixe porém de experimentar os pratos típicos da região que você estiver visitando, se houver. Podem até custar mais caro, mas vale a pena. Afinal nada melhor do que entrar no clima do lugar visitado!

Passeios
Passeios em parques, atrações gratuitas ou com entrada reduzida podem ser muito divertidos também. Muitas vezes o mais gostoso é justamente observar a arquitetura, os parques, a vida noturna, o movimento da cidade. E antes de viajar, estude sobre a história do lugar e se há alguma particularidade nele, assim fica mais fácil perceber quando você estiver lá. Claro que vale a pena visitar alguns museus, mas não precisa ver todos os museus da cidade. E existem também alguns museus gratuitos. Em todo caso, verifique antes os preços das atrações, para não se assustar!

Malas prontas? Então pé na tábua cidadãs do mundo! Há muito o que descobrir nesse país tão grande! Boa viagem!

Poste aqui mais dicas se você tiver!

3 comentários:

Natália disse...

Olá! Adorei as dicas de viagem, mas gostaria de ler algo sobre algumas das universidades do EUA e os cursos q elas oferecem!!
Bjos

Aryádne Marina disse...

Olááá
adorei as dicas de vcs!! o post foi mto bom!
Espero poder usar todas, um dia iudhsadiuhadiuhasudh

:)

Anônimo disse...

Adorei esse post!!Não vejo a hora de ir!
Cris-SP